terça-feira, 15 de maio de 2012

Estudante cabo-verdiano condenado a cinco anos de prisao

O estudante cabo-verdiano que no ano passado agrediu um homem de 60 anos, que acabou por falecer três dias depois, foi condenado pelo Tribunal de Braga a cinco anos de prisão.

O Ministério Publico tinha pedido pena suspensa, mas o colectivo de juízes optou por prisão efectiva ao jovem considerando que este agiu de forma «inopinada, violenta e agressiva»

O jovem é cabo-verdiano e estuda na Universidade Católica de Braga, tem 21 anos e é pai de uma menina de seis meses, não tem antecedentes criminais e é uma pessoa querida entre os estudantes.

O arguido vai continuar em liberdade, sujeito a termo de identidade e residência, mas o advogado de defesa, Luís Russel vai recorrer da decisão.

Tudo aconteceu na madrugada do dia 9 de Abril do ano passado quando o estudante ingeriu grandes quantidades de álcool porque os pais da namorada queriam leva-la para Cabo Verde por esta estar gravida. O jovem no intuito de "beber para esquecer" encontrou a vitima pelo caminho e sem motivo aparente desferiu um violento pontapé na vitima tendo este batido com a cabeça no chão. Após três dias e devido a uma operação feita na cabeça meses antes o homem veio a falecer.
O advogado de defesa, Luís Russel, já disse que vai recorrer da decisão, pelo que o arguido vai continuar em liberdade, apenas sujeito a termo de identidade e residência.

O estudante foi condenado pelo crime de ofensa à integridade física qualificada, agravado pelo resultado (morte).