domingo, 3 de fevereiro de 2013

Lúcio Antunes: ‎"A melhor equipa vai para casa hoje"

A selecção de Cabo Verde terminou por 2-0 e despediu-se da maior prova africana a nível de selecções.

Quem não viu o jogo e vê o resulto pode pensar que Cabo Verde foi esmagado pela selecção ganesa e só sofreu dois golos, mas não foi bem assim, pelo contrario Cabo Verde jogou muito melhor que o Gana mas devido a falta de pontaria e com a ajuda do arbitro os Tubarões Azuis acabaram por perder.  

Na primeira parte Cabo Verde dominou o jogo criando oportunidades de golo enquanto que o Gana recorria a faltas duras o que não impressionou o arbitro para que mostrasse os cartões  como por exemplo Babanco logo na primeira falta foi amarelado.

Na segunda parte a equipa viu i arbitro, mais uma vez, a roubar pois no minuto 53 o arbitro das ilha Maurícias assinalou um penalti dentro da área crioula por alegada falta de Carlitos sobre Gyan e na verdade o que aconteceu foi uma disputa de bola entre ambos tendo o ganes caído sem qualquer falta. Após o Penalti Cabo Verde dominou o jogo por completo procurando o golo mas o guardião ganes, um dos heróis da partida, negou tudo fazendo grandes defesas. O segundo golo do Gana aconteceu aos noventa e cinco minutos quando Josimar Vozinha foi para a área do Gana num pontapé-de-canto tentado marcar o golo
Após o jogo o treinador de Cabo Verde visivelmente cansado e triste afirmou que Cabo verde era das melhores equipas a disputar a prova.


A selecção quando chegar a Cabo Verde vai ser condecorada pelo presidente da republica Jorge Carlos Fonseca.