sábado, 10 de dezembro de 2011

Marco Soares esta de volta - Entrevista feita no ano passado


No dia 17 de Novembro de 2010 publiquei no blogue http://desportocaboverdiano.blogspot.com uma entrevista feita ao internacional cabo-verdiano Marco Soares após este ter lesionado-se num jogo contra o Sporting, lesão que o parou por mais de um ano.

Passado mais de um ano aqui publico a entrevista que ele deu prometendo voltar a entrevista-lo para saber a sensação de voltar aos relvados. 




Marco Paulo Silva Soares é um luso-cabo-verdiano nascido na cidade de Setúbal a 16 de Junho de 1984, filho de pais cabo-verdianos. Actualmente joga como médio na União Desportiva de Leira e na selecção de Cabo Verde, sendo titular em ambas as formações.
Na nona jornada da primeira liga portuguesa a União de Leiria recebeu o Sporting, este jogo ficou marcado pela lesão de Marco Soares que vai ficar fora dos relvados cerca de quatro meses.
Marco Soares numa pequena entrevista revela tudo da sua vida pessoal e profissional.

PESSOAL
Podias descrever Marco Soares? O Marco Soares é uma pessoa muito simples, humilde e reservada e que faz tudo pelo bem-estar da família.

Tens algum apelido? Mangas.

Artistas favoritos? Beto dias e Márcia, de longe favoritos. Música da vida “ki vida” do Beto Dias e Suzanna Lubrano.
O Beto dias apelido-o de “chefe”.

Já foste a Cabo Verde? Sim já fui várias vezes pela selecção de Cabo Verde, mas já fui de férias com a Cheila (namorada) para a ilha do sal.

Pensas em viver ali ou já tens a tua vida feita aqui em Portugal?Para já não penso viver em Cabo Verde porque a minha família mais próxima esta toda em Portugal mas penso comprar uma casa em Cabo Verde para que sempre que tenha oportunidade vá de férias.

Maior desilusão? Esta lesão que tive agora porque estava a apostar muito nesta época, mas ainda voltarei a tempo de fazer muitas coisas boas para a união de Leiria e para mim.

Maior desejo? Dar estabilidade financeira à minha família.




PROFISSIONAL 
O maior desejo a nível profissional? Chegar o mais longe possível no futebol, porque foi com muito trabalho e muita dedicação que cheguei à 1ª liga portuguesa e sinto-me privilegiado, pois é o sonho de todos os jogadores e cada dia que passa com mais trabalho e dedicação chegarei mais longe.

Academia do Sporting. Esta academia foi considera a segunda melhor do mundo. És dessa opinião ou achas que merecia estar em primeiro visto que formou grandes jogadores caso do Luís Figo, Simão Sabrosa, Cristiano Ronaldo e tu?

O Sporting fez parte da minha formação tal como o Desportivo de Portugal e o Barreirense clubes pelo qual tenho grande estima e carinho... mas a academia tem todas as condições para formar um jogador de futebol ainda hoje nos trabalhos da selecção costumamos ficar na academia do Sporting e acompanhamos de perto muitas situações e quem lá esta tem de dar o máximo de si porque são oportunidades de ouro e devem aproveitar...penso que tem todas as condições para ser 1º porque não sei se haverá alguma academia de futebol que formou 2 melhores jogadores do mundo.

Além de médio jogas ou jogaste noutra posição? Eu quando comecei a jogar futebol era central até ao escalão de iniciados onde depois no Barreirense o mister Rui Fonseca viu que tinha qualidades para jogar como médio centro e aí permaneci, mas já fiz alguns jogos a lateral direito.
Equipa de sonho da qual gostarias de jogar? União de Leiria, porque foi o clube que me deu a oportunidade de concretizar o meu sonho de jogar no mais alto nível do futebol português e por isso é um sonho.

És Sub-capitao da equipa do União de Leiria. Dentro e fora do campo todos te respeitam como tal? Não só no futebol, mas também na minha vida pessoal sou uma pessoa muito respeitada devido à minha maneira de ser e porque respeito toda a gente.

Hoje és titular da União e da selecção, isto com certeza deve-se ao trabalho ou há outro “truque na manga”? No futebol penso que não há truques na manga e quem quer chegar longe no futebol tem de trabalhar muito e seriamente e ser muito persistente que foi o que me fez neste momento ser titular da União de Leiria e da selecção, porque nas duas primeiras épocas praticamente não joguei no Leiria e andei emprestado, mas a minha persistência fez com que tivesse esta condição que tenho hoje.

Estás no Leiria há sensivelmente quatro épocas: Queres mudar?Esta vai ser a minha 5ª época em Leiria, apesar de nas duas primeiras ter estado meia época emprestado ao Olhanense e depois meia época emprestado ao Pandurii da Roménia... sinto-me bem em Leiria, mas quero mais para mim e para a minha família porque no futebol quem estagna o caminho é descer e quem tem sempre muita vontade querer e ambição estará mais perto do sucesso e é com esse querer e ambição que treino todos os dias para poder chegar a clubes de outra dimensão

É verdade que estiveste quase para ir jogar na Inglaterra? Antes da época passada havia possibilidades de me transferir para Inglaterra. Mas não fui porque houve problemas contratuais.

Nasceste em Portugal. Porque não optaste pela selecção lusa como alguns jogadores fizeram (caso Nelson)? São opções de cada um e eu não condeno porque cada um procura o que acha melhor para a sua vida, se bem que muitos se devem arrepender depois. Eu fiz o contrario: abdiquei da selecção lusa pela de Cabo Verde com 21 anos...eu tinha estado nos trabalhos da selecção lusa de sub-20 e naquela altura transferi-me para a União de Leiria e tinha toda a legitimidade de sonhar um dia chegar a selecção principal lusa, mas depois de vários convites optei pela selecção de Cabo Verde e neste momento fico feliz pela escolha que fiz porque o povo cabo-verdiano é um povo apaixonado pelo que faz e sou muito acarinhado por todos... O ambiente que se vive na selecção é incrível, tenho colegas fantásticos e somos todos como uma verdadeira família. Só nos falta a presença numa CAN!

Nasceste em Portugal, mas representas Cabo Verde, gostarias de ter nascido em Cabo Verde? Gostei de nascer em Portugal porque os meus pais vieram em busca da felicidade em Portugal e aqui se conheceram e assim nasci e se calhar a maior felicidade deles vai ser tudo o que eu conseguir no futebol que será pela minha família...principalmente pelo meu irmão mangas que levo presente na minha mente em todas as adversidades.

A tua 1º internacionalização foi no jogo Portugal vs Cabo Verde. Jugaste pela selecção que representas contra a do país onde nasceste. Podias descrever a sensaçãoÉ uma sensação diferente e especial estar a representar a terra dos meus pais que agora é a minha terra também contra o pais ao qual devo tudo o que sou e o que tenho... os dois países que vão marcar a minha vida, Cabo Verde e Portugal.

O que significa representar Cabo Verde? É algo único e apaixonante, mas de muita responsabilidade pois estamos a representar uma nação que espera o sucesso de todos nos.

Jogo que recorda (melhor jogo da carreira)? Para mim foi o jogo contra a Argélia em Cabo Verde...
Porquê? Porque foi um grande jogo que fiz e foi o primeiro golo que marquei pela selecção de Cabo Verde. Foi aí que senti a paixão do povo Cabo-verdiano.

Jogo mais difícil a nível de equipa e selecção? A nível de equipa foi recente frente ao FC Porto, e de selecção foi na Guiné Conacri na Guine.

Maior desilusãoFalha da CAN 2010 porque perdemos as férias todas em jogos e viagens e houve um esforço tremendo por parte de toda a comitiva e depois ficar de fora na última jornada de apuramento foi demais... Depois de tudo o que passámos merecíamos mais...ainda por cima foi por questões extra futebol.

Que questões? Porque nos só perdemos devidos as condições em que chegamos a Tanzânia porque senão não perdíamos. Saímos quinta-feira de Lisboa e só chegámos à Tanzânia sábado 4 horas antes do jogo.

Algo devia ser mudado na Federação? Penso que nos dão as condições que conseguem. Se tivessem mais apoios dariam mais de certeza porque estamos todos em busca do melhor para a selecção, e a cada dia que passa esta melhor.

Conselho para quem quer chegar onde chegaste ou ainda mais longe.
Trabalhar sempre no máximo das capacidades e ser muito persistente, porque com trabalho se vai longe.


E queria aproveitar para deixar um abraço e carinho a todo o povo cabo-verdiano pelo apoio e carinho que me têm demonstrado, e um obrigado igualmente a ti por esta oportunidade...
Marco Soares actualmente se encontra lesionado mas esperemos que se recupere rapidamente para poder representar Cabo Verde e o Leiria.
Um agradecimento especial ao Marco Soares que amavelmente possibilitou esta entrevista.
A todos os cabo-verdianos espero que continuem a apoiar a nossa selecção.